Marmita

emprego novo, vida nova, relógio biológico antigo.

Caracas, acordar as 5 da manhã pra ir trabalhar não é fácil!!! Aos poucos vou me acostumando, mas preparar marmita antes de dormir, tomar café no caminho pro serviço… doidera! Ainda bem que o ambiente de trabalho é bom e o serviço é muito legal! E claro, quando chego no final da tarde em casa eu chego muito, muito cansada e não tenho pique nem para atualizar o blog!

Lógico que tenho que levar esse assunto pro lado alimentício, aqui no blog não poderia ser diferente. Pensando no dia inteiro que passo na empresa (eu e mais 100000000 trabalhadores por aí), um dos momentos mais importantes no trabalho é o horário de almoço, onde vamos nos alimentar pra dar pique pra trabalhar o dia todo, essa refeição tem que ser bem pensada, porque tem que sustentar a tarde toda. E preparar a marmita garante que vamos comer o que gostamos de maneira econômica.

Levar marmita para o trabalho, além de ser uma ótima opção para o bolso, é uma boa maneira de garantir uma alimentação saudável. Mas é preciso estar atento a algumas questões importantes que vão fazer toda a diferença entre uma boa refeição e uma possível indigestão, como, por exemplo, o tipo de recipiente em que se deve acondicionar a comida.

— É preciso ter atenção às marmitas feitas de plástico, pois, quando aquecidas, liberam uma substância chamada bisfenol A, que é tóxica ao organismo. O ideal é esquentar a comida em um prato, ou em recipiente de vidro — alerta a nutróloga ortomolecular Tamara Mazaracki.

Quanto ao cardápio, Tamara dá a dica:

— Carnes mal passadas nem pensar, pois a pessoa corre o risco de ter uma infecção. Leve legumes cozidos e frutas inteiras. Peixes e alimentos com maionese tendem a resistir menos fora da geladeira — explica a nutróloga. É importante separar alimentos crus, como saladas, dos cozidos, segundo Tamara. Frios, como presunto, resistem menos fora da geladeira do que os queijos. Se não for possível manter a marmita em um refrigerador, leve-a em uma bolsa térmica.

A nutricionista Luzia Giannini, do Conselho Regional de Nutricionistas, explica que a comida deve ser consumida no mesmo dia:

— Isso é fundamental para evitar intoxicações. Além disso, o recipiente precisa ser bem higienizado, antes e depois de receber os alimentos.

Confira os recipientes:

Plástico: é preciso ter cuidado ao esquentar marmitas de plástico, pois algumas contêm substâncias tóxicas, como o bisfenol A. Se essa for sua escolha, no momento de aquecer a comida, mude o recipiente.

Aluminínio: molhos à base de tomate, em contato com o material podem sofrer alteração no sabor, e podem causar reações alérgicas e problemas gastrointestinais. Além disso, não podem ir ao microondas.

Vidro: É o melhor recipiente para ir ao forno, seja convecional, ou de microondas.

Anúncios

0 Responses to “Marmita”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




follow me

tá no freezer


%d blogueiros gostam disto: